Presidente da ACCG participa do Fórum e-commerce Brasil 2019

22 de julho de 2019 Notícias 0

Com a finalidade de ampliar conhecimentos para disseminar com o empresariado local, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, Marcos Procópio, participou da 10ª edição do Fórum e-commerce Brasil 2019. O evento, que é o principal do segmento da América Latina e o terceiro maior evento de e-commerce do mundo, aconteceu nos dias 16, 17 e 18 de julho, no Transamérica Expo em São Paulo. O Fórum trouxe palestrantes com experiências e atuação nos Estados Unidos, México, Austrália, Portugal e Rússia.

No encontro, Marcos Procópio (foto) destacou a participação de marketplaces internacionais, como a eBay, Wish, Magazine Luiza, Americanas, Mercado Livre, dentre outros grandes do setor, que compartilharam suas experiências no comércio internacional e uso de dispositivos móveis.

O presidente da Associação Comercial ressaltou a participação no fórum dos gigantes Google e Facebook, responsáveis pela maior parte do marketing digital no mercado online, compartilhando dicas para empresas, especialmente micro, pequenos e médios empreendedores, mostrando como eles podem crescer no ambiente virtual e impulsionarem suas vendas pelas redes sociais.

O presidente da ACCG mencionou que o varejo foi um dos principais temas do encontro. Na oportunidade, foi lembrado que nos anos 80, a única forma de adquirir algum produto, fosse eletrônico, roupa ou uma simples escova de cabelo, era ir a uma loja física, escolher o que desejava e pagar. Como tudo na vida, com o objetivo de atrair cada vez mais clientes, o varejo também evoluiu. Se antes dinheiro era a única forma de pagamento, boleto e cartão se popularizaram, assim como o e-commerce, que teve um enorme crescimento na última década.

Os especialistas apostam que o próximo passo para as grandes empresas do setor varejista no mundo é investir nas compras com o auxílio de interfaces, como Siri e Alexa, por exemplo. Na visão dos especialistas, a inteligência artificial não vai substituir gestores. Porém, quem souber usá-la estará à frente de outros na mesma função. Em resumo: é importante que os profissionais do setor busquem sempre se atualizar em relação às novidades tecnológicas.

A integração do marketing — digital e offline

Em 2018, a receita total do varejo no Brasil foi de 30,5%. Desse valor, 6,7% veio do varejo online e 23,8% da receita offline influenciada pela online – ou seja, aquilo que o cliente comprou motivado por algo que viu na internet. A projeção é que, em 2021, o varejo seja responsável por 42,7% da receita gerada no país. Cerca de 9,5% disso virá das vendas online e 32,2% será referente a receita offline influenciada pela online.

Gestão de canais — além da mídia, marketplace e D2C

O ponto principal quando se trata desse tema é entender que precisa haver uma estratégia específica para cada canal de comunicação com o cliente. Melhor do que tentar atender todas as pessoas é entender seu público-alvo. Segundo os palestrantes, é importante destacar também que a transformação trazida pela tecnologia não significa o fim de varejistas e lojas físicas, mas, sim, que vão evoluir e trabalhar em conjunto com o mercado online.

Pagamento — A hora H, a revolução mobile e os super apps

Se, há alguns anos, dinheiro era a única forma de pagar por uma compra, hoje, além de boleto, cartão e transferência bancária, o consumidor pode contar com uma novidade: o QR Code. O código que antigamente era usado para atividades banais está revolucionando o mercado de pagamentos, principalmente por ser prático e seguro.

As plataformas de dados, automações e tomada de decisão

Reports, dashboards, otimização em tempo real, testes, análise histórica e atribuição são alguns dos facilitadores do dia a dia do varejo quando o assunto é o uso de tecnologia. O futuro promete aprofundar elementos, como jornada de compra e lifetime value, análises preditivas e automação. “Não é necessário que todos virem cientistas de dados, mas, sim, usar isso de forma estruturada”, salientou Naressi.

O mito, a realidade e o job

Na visão dos especialistas que participaram da 10ª edição do Fórum e-commerce, a inteligência artificial não vai substituir gestores. Porém, quem souber usá-la estará à frente de outros na mesma função. Em resumo: é importante que os profissionais do setor busquem sempre se atualizar em relação às novidades tecnológicas.

A cultura de testes e o “time” para execução

A mensagem do encontro, segundo o presidente da ACCG, é que empresas perderam espaço por não saberem se adaptar aos novos tempos e precisam planejar o negócio a longo prazo, caso contrário, nem a meta diária será batida.