PagSeguro reduz a zero prazo de pagamento a lojistas em vendas no cartão

23 de abril de 2019 Notícias 0

O anúncio foi feito dias depois de Rede e Itaú Unibanco anunciarem a redução do prazo de pagamentos a lojistas para dois dias; movimento dos bancos atingem diretamente os negócios de muitas fintechs.

Como uma resposta aos grandes bancos, o UOL anunciou que vai reduzir a zero o tempo de pagamento aos comerciantes que vendem produtos por crédito ou débito na sua maquininha, a PagSeguro. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (22), dias depois de Rede e Itaú Unibanco anunciarem a redução do prazo de pagamentos a lojistas para dois dias.

Antes a GetNet e o Santander já haviam anunciado a redução de taxas para vendas no débito e no crédito à vista para 2%, além de derrubar o prazo de pagamento de 30 dias para dois.

O comunicado aponta que os pagamentos ao comerciante que vender parcelado no crédito também serão feitos na hora da venda, mesmo nos finais de semana e feriados. A empresa diz ser a primeira a oferecer essas condições.

Briga de foice
As fintechs que trabalham com maquininhas de cartão estão travando uma batalha dura com os bancos, que também oferecem esse serviço. Usando sua enorme capacidade de segurar prejuízos na atividade de adquirência por um tempo considerável, os bancos estão sendo acusados pelas fintechs e pelas associações do setor de tentar inviabilizar as operações das novas empresas.

Em março, as empresas de cartão de crédito vinculadas aos grandes bancos criaram uma modalidade que oferece crediário no cartão de crédito do consumidor final, derrubando o tempo de pagamento aos lojistas de cerca de um mês para cinco dias.

Com a redução do prazo de pagamento ao lojista, os bancos mexem diretamente com a linha de crédito chamada antecipação de recebíveis, principal fonte de renda de muitas fintechs que atuam com meios de pagamento. Com informações do portal No Varejo.

Foto: cred: Shutterstock

Por: Raphael Coraccini