Nós irrigamos a economia e geramos emprego

31 de janeiro de 2017 Opinião do Empresário 0

Ao ser convidado para escrever para esta coluna, deparei-me com a informação de que o nosso presidente Marcos Procópio está empenhado para tentar reverter os efeitos da Lei estadual 10.801/2016, de 13 de dezembro de 2016, instituindo a cobrança trimestral de três centavos por cada autorização de documentos fiscais eletrônicos (NF-e, NFC-e), começará a surtir efeitos a partir do mês de abril vindouro.

Poderia-se dizer que a proposta do governo do estado não é simpática e chega num momento inoportuno para a classe empresarial, que já vive sufocada em um país que detém uma das maiores cargas tributárias do mundo. Defender os interesses do setor empresarial tem sido a missão da nossa entidade, para levar aos nossos associados e empreendedores melhores condições de sobrevivência.

Nós trabalhamos para criar um ambiente favorável ao fortalecimento das empresas e ao desenvolvimento da economia e da geração de emprego

Sabemos que quando o estado e a cidade são favoráveis aos negócios, os empreendedores se sentem estimulados a investir, gerando um impacto positivo na economia da região. Os empreendedores precisam ser vistos como vetores do progresso e não apenas como pagadores de impostos. Somos nós que irrigamos a economia e geramos empregos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.