Fiat e VW lançam concessionárias digitais

30 de novembro de 2018 Notícias 0

A experiência digital chega às lojas de automóveis. Na próxima terça-feira (27/11), a Fiat vai inaugurar em São Paulo a primeira concessionária no País onde há apenas três carros expostos, mas a linha completa de produtos da marca pode ser vista de todos os ângulos e em todas as cores e opcionais disponíveis por meio de recursos digitais.

É possível até “entrar” no veículo com equipamento de realidade virtual. Em dezembro será a vez da Volkswagen iniciar um projeto piloto semelhante em 10 revendas, sendo duas na cidade de São Paulo.

Com grandes telas sensíveis ao toque, tablets e óculos 3D, o consumidor pode ver todos os detalhes internos e externos do veículo, opções de cores e equipamentos e, virtualmente, acessar seu interior.

Também verifica valor, condição de pagamento e média de preço do carro usado que fará parte do pagamento.

As montadoras afirmam que a ideia é dar suporte e facilitar o processo de compra com experiências de interatividade com o produto e a marca.

Paralelamente, há uma redução de custos para o concessionário. Uma loja digital pode ter área a partir de 90 metros quadrados, enquanto a convencional parte de 500 a mil metros quadrados.

O número de funcionários também é menor. Outra vantagem é poder ocupar pequenos imóveis em regiões nobres onde não há disponibilidade de grandes áreas, assim como shopping centers ou mesmo espaços temporários em eventos.

A redução de custos em razão de tamanho, infraestrutura e número de funcionários pode variar de 30% a 70%, na comparação com a loja convencional, calcula a Volkswagen.

A primeira loja digital no País será aberta pelo grupo Amazonas, revendedor Fiat há 26 anos. A tecnologia do sistema foi desenvolvida no Brasil pela montadora em parceria com a Samsung.

A revenda está instalada na avenida Pacaembu, na capital paulista e, segundo a Fiat, é a primeira da marca no mundo, que opera em conjunto com a Chrysler, dona da Jeep.

Outras três revendas da marca italiana estão programadas para serem abertas até março nos bairros Itaim, Jardins e Tatuapé. Ao longo de 2019, o conceito será estendido a várias cidades do interior de São Paulo e outros Estados.

No caso da Volkswagen, que também estreia no Brasil o novo formato de venda, a tecnologia é um desenvolvimento conjunto entre a montadora, a Vetor Zero e a IBM.

O plano da marca alemã é estender o novo modelo de vendas para cerca de 100 dos 506 pontos de venda da marca ao longo de 2019, inicialmente dentro das concessionárias atuais, informa o presidente da Associação Brasileira dos Distribuidores Volkswagen (Assobrav), Luiz Eduardo Guião.

“Será uma espécie de ilha digital dentro das revendas”, explica Guião. O conceito também será levado a concessionárias de outros países da região.

LEIA MAIS: Em quatro anos, mercado automobilístico encolhe 45%

Na loja virtual da Volkswagen – que teve demonstração para o público que visitou o Salão do Automóvel de São Paulo, encerrado no domingo -, a interatividade ocorre por meio de um telão de 50 polegadas que permite ao consumidor ver detalhadamente o carro por dentro e por fora apenas com o toque do dedo.

Além disso, óculos de realidade virtual levam o cliente para dentro do carro, onde pode ver de perto detalhes do painel, dos bancos e do câmbio, por exemplo.

“Com essa tecnologia as concessionárias podem ter área a partir de 90 m², com apenas um ou dois carros expostos”, diz Fabio Rabelo, responsável pela área de digitalização da montadora.

FOTO: Divulgação