Atacadão Farias 30 anos: conheça a história de perseverança, fé e empreendedorismo

29 de outubro de 2017 Notícias 0

Neste sábado, 28 de outubro, o Atacadão Farias, tradicional centro de distribuição em Campina Grande, completou 30 anos de fundação. Em entrevista ao Jornal da Manhã da Rádio Caturité, o proprietário do Atacadão Farias, empresário Vanduir Farias, contou sobre a sua trajetória de vida, como fundou o centro de distribuição e o ingresso na área empresarial.

Vanduir de Farias Leal nasceu em 10 de agosto de 1961 em Serra Verde de Casinhas, distrito de Surubim, em Pernambuco.
A família Farias vivia na zona rural através da agricultura e da pecuária. Vanduir e seus seis irmãos, quatro homens e duas mulheres, tiveram uma infância pacata, onde ajudam os pais nos afazeres de casa e também estudavam.

– Nossa educação foi baseada na ´igreja doméstica´. Naquela época nossa orientação maior vinha dos nossos pais. Eram eles quem nos ensinavam a rezar, a caminhar, a sermos cristãos e sermos gente na vida. Tenho muito orgulho da minha origem. Naquele tempo era muito difícil haver uma missa, pois morávamos em um distrito e só havia missas de mês em mês – recordou.

Em relação às atividades caseiras, Vanduir e seus irmãos faziam tarefas específicas e eram incentivados pelo pai a terem suas próprias coisas.

– Eu, junto com meus irmãos, sempre tive um trabalho específico. Eu e meu pai ordenhávamos as vacas. Mas, também, nunca deixei de limpar mato, tive roçado também. Meu pai sempre nos incentivava a ter alguma coisa. Lembro que eu e meus irmãos tínhamos uma cabra, e de uma cabra nasceu um cabrito, e depois já tínhamos seis animais. Tínhamos um roçado de batatas. Naquela época, Casinhas era conhecida como a terra da batata e nós éramos conhecidos como “os batateiros de Casinhas” – explanou.

Os garotos começaram a trabalhar desde cedo, ajudando os pais com prazer, mas nunca abandonaram a escola.

– Estudei no Grupo Escolar João XXIII em Casinhas. Depois o padre Luís Gonçalves fazia campanhas e inaugurou uma escola de 1° mundo em Casinhas, tornando-se posteriormente uma escola municipal. Na Escola São Luís, a quem eu devo muito, fiz até a sétima série – contou.

O empreendedorismo na família começou ainda em Serra Verde de Casinhas, quando o pai de Vanduir colocou uma mercearia onde seu o irmão mais velho, Francisco, tomava conta.

Após Francisco se mudar para Campina Grande, para trabalhar com o tio no Mercado da Prata, Vanduir começou a tomar conta da mercearia pai.

– Com a ida do meu irmão Francisco para Campina Grande, eu fiquei tomando conta da mercearia. Eu aprendi o empreendedorismo na zona rural, graças a meu pai. Meu irmão, quando veio para Campina, morava dentro do box do meu tio no Mercado da Prata. Meu tio, já idoso, passou o box para o meu irmão Francisco e, após isso, ele foi me buscar. Vim para Campina Grande em dezembro de 1977 e morávamos dentro do box. Dormíamos numa rede e tomávamos banho com água de uma jarra – lembrou ele.

Pouco tempo depois de Vanduir se mudar para Campina, o restante da família também veio para a cidade.
O pai de Vanduir vendeu os cinco hectares de terra que tinha em Serra Verde de Casinhas e pediu para o filho investir o dinheiro.

– Nós adquirimos mais dois boxes no Mercado da Prata e fomos morar em uma casa alugada. A coragem do meu pai em vender tudo e vir para a cidade é como se você apostasse tudo que tem na Loto. Em 1985, quando me casei com Socorro, decidi colocar um atacado. Eu já tinha uma visão de empreendedor e deixei os meus irmãos, Vital e Vamberto, tomando conta dos box. Vamberto tem no sangue o espírito empreendedor, até maior do que o meu. Ele tomou à frente do box e o desenvolveu, surgindo o antigo supermercado O Barateiro e depois o Rede Compras – frisou.

As raízes do Atacadão Farias começaram na Feira da Prata, na rua Rio Branco, quando Vanduir percebeu que devia se mudar para um local de atacado.
Após a mudança, Vanduir fundou a empresa Estivadora Farias, que veio se tornar o Atacadão Farias em 1996.

– Eu transferi a empresa em 1985 e em 28 de outubro de 1987 eu constitui a empresa Estivadora Farias, na rua Carlos Agra. Quando cheguei à rua Carlos Agra já tive outra visão. Naquela época, nós tínhamos uma característica de vendas diferente de hoje. Nós vendíamos 100% em balcão e não existia essa coisa de entrega externa. Só que a partir dos anos 90 essa coisa mudou, quando vieram a internet e outras tecnologias. Em 1996 eu inaugurava o Atacadão Farias, que era a Estivadora Farias, na Avenida Canal, onde já não tinha mais bancos de feira para atrapalhar meus clientes e onde eu podia estacionar um caminhão e fazer as vendas externas – explicou.

A última etapa foi a construção do Atacadão Farias, na BR 230, saída para João Pessoa.

Com informações da Radio Caturité e www.paraibaonline.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.