Associação Comercial defende negociação para fim do impasse entre Governo e concessionárias de veículos

23 de novembro de 2016 Principal 0

A crise que se abateu sobre o mercado de veículos na Paraíba está preocupando a Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande. De acordo com o presidente da entidade, empresário Álvaro Barros, o setor de revenda de veículos está paralisado, em função da decisão do Governo do Estado que alterou o sistema e encareceu o financiamento de carros e motos na Paraíba. “Não é possível que um segmento empresarial, com potencial de arrecadação de R$ 2 milhões por semana, não mereça a atenção do estado”, observou o dirigente classista.

A medida governamental está contida na lei estadual número 10.517, do Poder Executivo, que inflacionou a taxa de acesso ao banco de dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para inserção do gravame – sistema que dá garantias às instituições bancárias nas operações de financiamento de veículo.

A Associação Comercial de Campina Grande se alia às entidades representativas das concessionárias de veículos na Paraíba, defendendo o diálogo e a negociação como alternativas para construir o fim do impasse e evitar o agravamento da crise econômica no segmento e no comércio em geral.

O segmento de concessionárias, na atualidade, é formado por cerca de 90 concessionárias operando na Paraíba, com presença nas principais cidades do estado, de Cabedelo à Cajazeiras, de Monteiro à Mamanguape passando por Guarabira. Hoje, esta mesma rede já vende menos do que 50% do que vendia há 2 anos atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.